Limpeza dos ouvidos dos pets no Banho e Tosa

Os ouvidos dos cães e gatos são uma das partes do corpo mais delicadas do corpo desses pets. Por isso, exigem muito cuidado e uma atenção extra na hora do banho.

A higienização dos ouvidos dos cães, realizada durante a tosa higiênica, é de extrema importância para o bem-estar do animal e prevenção de doenças como infecções, otites e outros problemas que podem comprometer o aparelho auditivo dos animais.

A otite é uma das doenças que mais prejudicam os pets. Ela se caracteriza como um processo inflamatório na região do conduto auditivo que provoca desconforto, coceira e extrema dor local.

Na grande maioria dos casos, só é possível perceber a otite quando ela está em estágio avançado, no qual o animal apresenta sinais de incômodo.

A frequência ideal de higienização varia conforme o tipo e tamanho de orelha do seu pet, mas a média gira em torno de duas semanas. A limpeza em cães que possuem pelos dentro do ouvido, como poodle, shitszu e lhasa, é realizada por meio da aplicação de um pó específico que ajuda a amolecer os pelos e facilita a retirada tanto desses pelos quanto das sujeiras. Após essa extração, os profissionais utilizam uma solução específica para a limpeza, e por último, secam com um algodão seco, a fim de evitar inflamações.

Já os cães que possuem orelhas maiores, caídas ou compridas, necessitam de cuidados redobrados, uma vez que, a quantidade de pelos excessivos apresenta maior risco de acumular sujeira e umidade, favorecendo a manifestação de doenças e odores desagradáveis.

Por isso, atenção e cuidados frequentes são essenciais. Para fazer a limpeza corretamente, é preciso ter precaução para não empurrar a cera do ouvido para dentro da orelha e prejudicar a saúde do animal. Outro fator importante de observar antes da higienização acontecer é ter paciência para que os animais não se estressem e encarem o momento como uma experiência traumatizante.

Para ajudar neste processo, a seguir apresentamos dicas para fazer a higienização correta das orelhas dos pets.

Dicas para fazer a limpeza das orelhas dos pets:

  • Monitore periodicamente as orelhas dos pets para evitar o acúmulo de sujeira e umidade;
  • Antes de começar a limpeza, verifique se não há feridas, fungos, sangue, secreções ou se a cor do canal auditivo está diferente, esta região deve ser rosa claro. Caso identifique algum destes sinais, não faça a higienização e procure um médico veterinário;
  • Para começar a limpeza, utilize algodão ou gaze para secar a parte interna das orelhas e retirar os restos de cera acumuladas nas paredes auditivas, sempre com cuidado para não tocar muito fundo e machucar o conduto auditivo;
  • Nunca utilize cotonetes ou objetos pontiagudos, eles podem machucar seu pet e prejudicar a saúde auditiva.

 

Descobrir como evitar otites durante o banho é um cuidado que os donos dos pets e profissionais de banho e tosa devem manter. Isso porque, ele consegue evitar o sofrimento e problemas de saúde em cães e gatos.

Atente-se para algumas dicas de prevenção dessa doença:

  • Durante o banho, por mais que se tenha cuidado, um pouco de água pode acabar entrando no canal auditivo. Isso o deixa úmido e propício para o desenvolvimento de uma otite;
  • Proteger devidamente o ouvido dos pets com algodão hidrófobo antes de entrar em contato com a água. Esse é um cuidado muito importante para evitar otites durante o banho. Entretanto, não é indicado lavar essa parte com água, sendo necessário a utilização de um produto específico de limpeza. É importante lembrar que só um veterinário poderá indicar o melhor produto para o pet.
  • A umidade é algo que atrai os ácaros, fungos e outros agentes infecciosos causadores da otite. Por isso, é preciso ter cuidado redobrado para manter o ouvido e as orelhas dos pets bem secos depois do banho.

 

E o seu cachorrinho, já passou por isso?

Dra. Jaqueline Guimarães

Médica Veterinária